MENU





segunda-feira, 22 de maio de 2017

CAPS/Arroio Grande Realiza Caminhada da Luta Antimanicomial

https://4.bp.blogspot.com/-wEhgEd6guvw/WSXFk69L0GI/AAAAAAAABQY/P8_64lKUQR8E_XpaCqgn5580LSyawSXQgCLcB/s1600/CAPS%2BArroio%2BGrande%2BRealiza%2B%2BCaminhada%2Bda%2BLuta%2BAntimanicomial.jpg
Marcando o DIA NACIONAL DE LUTA ANTIMANICOMIAL, movimento celebrado nesta quinta-feira – 18 DE MAIO – o CAPS/Arroio Grande, com toda sua equipe técnica e usuários dos serviços de saúde mental, realizaram na tarde desta quarta-feira (17) uma caminhada pelas principais ruas da cidade. Portando cartazes com frases e fazendo muito barulho, com tambores e apitos, o CAPS foi à rua defender uma postura de respeito aos diferentes modos de ser e a transformação da relação cultural da sociedade com as pessoas que sofrem por transtornos mentais.

“Eu cuido, não tranco”; “Liberdade é Terapêutica”; “Somos todos loucos uns pelos outros” ... foram algumas das mensagens transmitidas à comunidade arroio-grandense.

O que é o Movimento da Luta Antimanicomial?

ENTENDA:
O Movimento da Luta Antimanicomial nasceu no Encontro Nacional de Trabalhadores da Saúde Mental, em 1987, em Baurú, com o lema “por uma sociedade sem manicômios”. Denunciava-se abusos e violação de direitos humanos sofridos pelos usuários da saúde mental dentro dos manicômios. Lutava-se pelo fim desse tipo de tratamento e pela instalação de serviços alternativos.

Uma das conquistas desse movimento foi a Lei 10.216/2001, que determina o fechamento progressivo dos hospitais psiquiátricos e a instalação de serviços substitutivos. Desde então, o Brasil tem fechado leitos psiquiátricos e aberto serviços substitutivos: os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial), as Residências Terapêuticas, Programas de Redução de Danos, Centros de Convivências, as Oficinas de Geração de Renda, etc.

O Movimento Nacional de Luta Antimanicomial caracteriza-se pelo seu caráter democrático, contando com a participação ativa e efetiva dos usuários de serviços de saúde mental, seus familiares, profissionais, estudantes e quaisquer interessados em defender a garantia dos direitos, a reabilitação e inclusão social rompendo com o modelo exclusivo de tratamento em hospitais psiquiátricos, como os antigos manicômios.

O Movimento tem núcleos em todos os estados do país, sendo todos autônomos, propositadamente sem uma hierarquia. Atualmente, o Movimento tem uma Secretaria Nacional Colegiada que se encarrega da articulação nacional e de projetos diversos. E de dois em dois anos realiza encontros nacionais que procuram reunir todos os militantes para deliberar, de forma democrática, seus princípios e ações.
 
Texto: Lizandro Araújo – RD
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
http://www.debit.com.br/


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.