MENU





segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

MARCHEZAN TOMA POSSE COMO PREFEITO DE PORTO ALEGRE

https://4.bp.blogspot.com/-GTHxUb4h4b0/WGzLbTa27ZI/AAAAAAAAAF4/FIeyAT4zAbE8yhGa9YwCXoswEie3gmbagCLcB/s1600/PREFEITO%2BNELSON%2BMARCHEZAN%2BJR..jpgAo tomar posse neste domingo, o prefeito eleito de Porto Alegre, Nelson Marchezan (PSDB), deixou de lado o perfil pragmático, de executivo de grande empresa, para assumir um discurso mais emotivo. Diante de familiares, apoiadores e subordinados, prometeu lutar pela parcela da população que "sequer tem voz para ser escutada" e disse que Porto Alegre precisa deixar de ser "como Gabriela", a famosa personagem de Jorge Amado — que, como diz a velha canção, "nasceu assim, cresceu assim e vai ser sempre assim".

— Não, não e não. Porto Alegre pode ser muito melhor de se viver — completou, sob fortes aplausos.

Durante os discursos na Câmara de Vereadores e no palco montado no Largo Glênio Peres, no Centro, Marchezan confirmou que, nos próximos dias, adotará medidas duras para combater a crise nas finanças. Uma delas, segundo o secretário municipal da Fazenda, Leonardo Busatto, será pedir de imediato que os secretários façam um pente-fino nos contratos de cada área — entre eles os que envolvem carros alugados, que custam mais de R$ 30 milhões à prefeitura por ano.

Em diferentes momentos, Marchezan deixou claro que "os desafios são sérios, são reais, são grandes e são muitos". Afirmou que não vencerá esses obstáculos com "discursos fáceis ou fórmulas velhas e simples cosmética política". Voltou a pedir o auxílio da sociedade.

— Vamos precisar de ajuda da Câmara, dos servidores municipais, dos partidos políticos, para que possamos nos adequar a essa nova realidade — disse o gestor.

No Legislativo, mandou um recado claro aos parlamentares: não colocará interesses escusos à frente dos desejos coletivos.

— Nem sempre o interesse partidário, o interesse sindical, das corporações públicas e privadas, o interesse da imprensa e dos empresários, nem sempre o interesse mais legítimo dos indivíduos está ligado ao interesse público. Muitas vezes, esses interesses são contrários aos interesses coletivos. E esse é o grande desafio. O desafio é buscar, acima de tudo isso, o interesse público, aquele que nós prometemos na campanha — afirmou.

Ao recordar a disputa eleitoral, Marchezan contou que ele e o vice-prefeito, Gustavo Paim (PP), amadureceram e aprenderam com os adversários, citando Luciana Genro (PSOL) e Maurício Dziedricki (PTB). Depois até agradeceu a Sebastião Melo (PMDB), com quem trocou farpas no segundo turno, e disse que pedirá ajuda ao ex-prefeito José Fortunati (PDT), a quem chamou de "magrão". Mais uma vez, prometeu cumprir todos os compromissos de campanha.

— O nosso contrato com o cidadão de Porto Alegre ficou registrado em cada programa de TV e de rádio, e tenho a convicção de que todos os compromissos nós poderemos cumprir. Normalmente o período de campanha acaba, e as ações ficam diferentes dos discursos. Nós aqui não estamos iniciando uma jornada para algum outro cargo. Estamos iniciando uma jornada de quatro anos — destacou.

Também prometeu transparência e um "novo senso de responsabilidade". Mas admitiu que não conseguirá fazer isso sozinho.

— Se queremos mudanças, devemos construí-las. Se queremos de fato remover gargalos, temos de ser capazes de mexer nas raízes, romper com as inércias — concluiu.

Emocionou-se ao recordar do pai, de quem herdou o nome, falecido em 2002 de uma parada cardíaca, e ao agradecer a presença da mãe, Maria Helena, 75 anos, na primeira fila da estrutura montada em frente ao Mercado Público. Fez questão de subir ao palco com o filho, Nelson Marchezan Neto, oito anos.

Ao final, concluiu a manifestação pedindo "audácia" e "ousadia" da equipe. E fez mais uma promessa:

- Nós não vamos decepcionar.

Compõem o secretariado de Marchezan: Kevin Krieger (PP), Secretaria de Relações Institucionais e Articulação Política; Maria de Fátima Záchia Paludo, Secretaria do Desenvolvimento Social; Elizandro Sabino (PTB), Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade Urbana; Bruno Vicente Becker Vanuzzi, Secretaria de Parcerias Estratégicas; Adriano Naves de Brito, Secretaria de Educação; Erno Harzheim, Secretaria de Saúde; Ricardo Gomes, Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico; Luciano Alabarse, Secretaria de Cultura; Leonardo Busatto, Secretaria da Fazenda e Bruno Miragem, Procuradoria-Geral do Município.

FONTE: ZERO HORA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
http://www.debit.com.br/


Cotações de Commodities fornecidas por Investing.com Brasil.